Machine Learning é tecnologia, não magia

Outro dia ouvi alguém dizendo : “Estamos lançando um atendente virtual que foi treinado com mais de 50 mil perguntas frequentes sobre nossos produtos atuais, mas quando novos produtos forem lançados ele aprenderá sozinho e não precisaremos treiná-lo”.


Você acredita mesmo que quando seu banco lançar uma nova linha de crédito o atendente virtual vai mesmo aprender sozinho sobre as regras de financiamento deste novo produto ? E que vai aprender sozinho sobre em quantas parcelas você poderá fazer empréstimos deste novo produto ? E até que irá aprender sozinho sobre o valor dos juros deste novo produto ? E que saberá o tempo que levará para o empréstimo ser liberado ? Tudo sozinho ?


Pois é. Tem gente que acredita. E insiste que isto é Machine Learning. Que usando tecnologia cognitiva, IA, processamento de linguagem natural, e tal e coisa, os bots aprenderão sozinhos. Você larga eles lá, e com as conversas que passa a ter com novas pessoas, sobre novos assuntos, eles aprendem sozinhos.


Sejamos sinceros. Nem humanos aprendem sozinhos. Eles precisam de professores, de livros, de material para leitura, de dicas, de companheiros de trabalho, de experiências, de tentativas e erros.


Não existe mágica. Existe tecnologia. Machine Learning é algo muito diferente. Não é para perguntas e respostas sobre procedimentos. Procedimentos não se deduzem. Se criam, e se seguem. Machine Learning (ou até deep learning) é para análise de big data e para dedução de resultados pela análise destes grandes repositórios não estruturados de informação.


Vai ler toda uma jurisprudência e depois deduzir pareceres jurídicos ? Vai ler toda uma base médica e depois fazer diagnóstico ? Sim. Justo. Mas isto não é procedimental. Não adianta ler toda uma base médica sobre doenças e depois querer deduzir qual é o prazo máximo para reembolso de uma consulta médica se ela for feita pelo plano de saúde A. Isto é regra de negócio.


Seu bot pode até aprender a entender diferentes perguntas sobre um mesmo tema para o qual ele já recebeu uma grande massa de informações. Mas aprender sobre temas para os quais nunca foi exposto ? Aí seria mágica. Não acha ?


E mágica é ilusionismo. Não se iluda. IA é tecnologia.