Como os chatbots podem ajudar as pessoas

A utilização de chatbots ultrapassa as fronteiras do mundo dos negócios e chega às áreas do comportamento humano. Impulsionados pelas tecnologias do comportamento cognitivo, reconhecimento da linguagem natural, e da comunicação por mensagens, os chatbots invadem o dia-a-dia das pessoas ajudando a resolver problemas corriqueiros. Veja alguns exemplos:


O chatbot Lara ajuda as pessoas a encontrar um amor. Ela foi lançada na França em 2016 e no Reino Unido em 2017, e em apenas um mês tiveram 300.000 pessoas que interagiram com ela e informaram os dados do perfil. A Lara conversa em 12 idiomas perguntando questões simples sobre o que eles estão procurando e como eles são, e recomenda perfis compatíveis baseados nestes dados.


O Woebot é um conselheiro virtual, desenvolvido pelos pesquisadores da Universidade de Standford. Ele foi colocado à prova para reduzir os sintomas de ansiedade e depressão em estudantes ao longo de duas semanas. Foram escolhidos 70 estudantes aleatórios que podiam escolher entre ler um livro de autoajuda ou interagir com o Woebot. Os que escolheram conversar com o Woebot relataram uma redução significativa nos seus sintomas.

Você é guiado através de conversas, mas o sistema é capaz de entender uma ampla gama de respostas. Ele interage com você todos os dias e dirige-o através das etapas. Por exemplo, se você disser que está estressado com o trabalho, o bot oferece formas de reformular seus sentimentos para torná-los mais positivos.

Porém, uma questão importante sobre o Woebot é que ele utiliza a plataforma do Facebook Messenger, que não é compatível com o HIPAA - Health Insurance Portability and Accountability Act. O HIPAA define os padrões de proteção dos dados de um paciente. De acordo com as políticas do Facebook ela é proprietária de todas as conversas.


O chatbot, ou Nadia como ele (ela?) prefere ser chamado, pode "ver" usuários através de webcams e ter uma melhor sensação de emoções dos usuários. Se um usuário muda seu tom ou expressão facial, Nadia poderá capturar isso e ajustar suas respostas para melhor se adequar ao estado emocional do usuário.

O mentor da Nadia é Mark Sagar, professor da Universidade de Auckland.

Ela foi desenvolvida para o governo australiano para melhorar os serviços para pessoas com deficiência. A Nadia ajuda os usuários a acessar o National Disability Insurance Scheme (NDIS) - (Esquema Nacional de Seguro de Invalidez) e encontrar a informação de que precisam.

As pessoas com deficiência muitas vezes têm dificuldade em lidar com a burocracia do NDIS devido à sua complexidade e lentidão. Nadia foi criada para resolver isso e disponibilizar um serviço mais humano a qualquer hora e em qualquer lugar.


O advogado robô DoNotPay está dando ajuda legal gratuita aos refugiados que procuram asilo nos EUA e no Canadá e apoio de asilo no Reino Unido.

O chatbot faz uma série de perguntas ao usuário, a fim de determinar qual o pedido que o refugiado precisa preencher e se um refugiado é elegível para proteção de asilo de acordo com o direito internacional.

Depois disso, ele tira os detalhes necessários para o pedido de asilo apropriado - um I-589 para os Estados Unidos ou um pedido de asilo canadense para o Canadá. Aqueles no Reino Unido são informados de que precisam se inscrever pessoalmente, e o bot ajuda a preencher um formulário ASF1 para apoio ao asilo.


A aplicação Kamakura Navitime Travel usa um chatbot que pode responder em japonês ou inglês às consultas simples dos turistas, como "Estou com fome", "Onde posso comprar uma lembrança local?" ou "Quais templos você recomenda?" Destina-se a pessoas que viajam na área de Kamakura, um popular destino turístico à beira-mar ao sul de Tóquio.

Ela permite aos visitantes obter respostas em tempo real às suas perguntas de viagem à medida que exploram as principais cidades turísticas do Japão.

O aplicativo usa um sistema de reconhecimento de linguagem que extrai palavras-chave de frases para obter as intenções do usuário.

Os viajantes poderão usar o aplicativo para definir os lugares que querem visitar e, mais tarde, seja notificado quando estiverem nas proximidades.


Como vocês podem ver os chatbots estão ajudando as pessoas em todos os cantos do mundo e de diversas formas.